/Canela vive a arte bonequeira

Canela vive a arte bonequeira

Bonecos infláveis decoram as ruas da pequena cidade de Canela. Os palcos estão tomados por bonecos e bonequeiros, que usam várias técnicas da arte milenar para encantar o público. Espetáculos alegres e divertidos, outros introspectivos, de marionete de fios, de objetos, fantoches e até aqueles que usam partes do corpo. O teatro de bonecos tem a capacidade de se reinventar, de encantar, de arrancar risos e lágrimas, de emocionar. (Foto: Sergio Azevedo/ Divulgação)
Mais de 3 mil alunos das escolas de Canela estão vindo aos teatros. Algumas escolas estão sendo contempladas com espetáculos. O Oásis Santa Angela (asilo de senhoras) e o Presídio Municipal, também contaram com apresentações, levando o teatro de bonecos para este público que não teria oportunidade de participar do Festival.
O Bonecos Canela conta com cerca de 50 apresentações, em diversos teatros da cidade e também na Praça João Corrêa, oportunizando cultura a todos.
A exposição Bonecos do Mundo, no Espaço 237, conta com mais de 30 bonecos do acervo do Grupo Só Rindo, com exemplares que contemplam várias técnicas: desde bonecos de dedo à gigantes de 3m de altura. Bonecos da França, Taiwan, Cuba, Peru, Indonésia, Argentina e ainda bonecos confeccionados por profissionais da área como Nelson Haas, Paulo Nazareno, Nanci Vaccari, Beth Bado, Mario Palermo e Pepe Grigera.
Também, bonecos confeccionados pelo aprendizes do grupo aqui na montanha (Gramado & Canela). Com trilha sonora de Gutto Basso, a exposição homenageia a criança interior e está aberta ao público das 14h às 21h, com entrada franca.
Um dos pontos altos do evento, que tem o tema “Diálogos e Processos Criativos” será o debate com os diretores dos espetáculos presentes em Canela, quando cada um falará sobre como é o fazer teatro de bonecos em seu país além de apresentar a concepção do grupo na criação dos espetáculos.
As oficinas que estão acontecendo com grupos do Peru e da Itália, tratam desde a concepção de um espetáculo até a confecção de marionetes.

Foto: Oficina OlmoTeatro-Perú. Crédito Sergio Azevedo/ Divulgação

A coordenadora do evento, Lisi Berti comenta que “o Festival de Bonecos de Canela não é apenas um evento que traz excelentes espetáculos e vende ingressos. Fazemos isso também, mas temos a preocupação de promover a troca de experiência entre os bonequeiros, levar arte para aqueles que são esquecidos pela maioria, oportunizamos aos alunos da cidade assistirem espetáculos internacionais, promovemos oficinas para aperfeiçoamento e qualificação das pessoas que amam esta arte. Talvez por isso conseguimos manter o Festival de Bonecos de Canela vivo por 28 anos consecutivos e assim faremos nas próximas edições.”

Foto: Sergio Azevedo/ Divulgação

Bonecos Canela segue até o domingo, 16, com espetáculos nos teatros e na Praça João Corrêia, desfile, e muitas outras atrações.
Os espetáculos estão sendo apresentados no Teatro Municipal, Teatro do Hotel Laje de Pedra, Espaço Nydia Guimarães, Praça João Corrêa, Estúdio dos Bonecos da Cia Goliardos e Gazebo Cultural.

A realização do Bonecos Canela é da Fundação Cultural, com o apoio de Prefeitura Municipal de Canela. Mais informações no www.bonecoscanela.com.br.