Embratur implanta nova ferramenta digital

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, lançou, na terça-feira, 25, na sede da autarquia, em Brasília, uma nova ferramenta tecnológica de comunicação e compartilhamento. “Em um primeiro momento, a plataforma será destinada ao público interno, por meio de uma rede social corporativa, para dar celeridade ao fluxo de informações do instituto. Posteriormente, se estenderá ao trade, facilitando a nossa conexão com o mercado”, informou Lummertz. (Foto: Divulgação)

Segundo ele, a meta é criar um ambiente digital mais eficaz, mais integrado e colaborativo. A rede social corporativa irá conectar melhor os servidores, tornando o trabalho mais simples e produtivo. De acordo com pesquisa elaborada pelo Instituto McKinsey (empresa de consultoria empresarial norte-americana), em 2017, houve um aumento de 25% na produtividade das instituições que se utilizam de tecnologias sociais próprias.

De acordo com o coordenador-geral de Marketing Digital da Embratur, Tiago Tomazella, as ferramentas digitais atuais do Instituto estarão interligadas com essa nova plataforma. “A evolução do Visit Brasil, por exemplo, estará integrada a ela. Tanto na promoção quanto na comercialização.”

Outro importante instituto de pesquisa, o SIS International Research, divulgou recentemente que a não utilização de tecnologias sociais mostra que 3,7 horas/semana são perdidas nas empresas para se coordenar uma comunicação falha; 2h/semana são desperdiçadas com uma comunicação não segmentada; 3,3h/semana são gastas com problemas de conexão na execução do trabalho colaborativo; e 3,5h/semana utilizadas, por cada funcionário, em espera pela informação para executar uma tarefa.

“Eu vi aqui hoje, neste lançamento, a real possibilidade de a Embratur Digital se concretizar e abranger todos os nossos stakeholders”, destacou o assessor de Gestão Estratégica da Presidência da autarquia, Rafael Felismino.

Recente estudo realizado pela Embratur, e que teve como base os dados de mercado mais recentes gerados pela Euromonitor International, pelos EBTs (Escritórios Brasileiros de Turismo) da autarquia e pelo Fórum Econômico Mundial, revelou que os principais países concorrentes do Brasil (Argentina, o México, o Peru e a República Dominicana) têm investido fortemente em estratégias turísticas. “E as ferramentas on-line estão entre os principais métodos de comunicação produtiva com os públicos interno, institucional, e com o mercado”, finalizou o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz.

Notícias relacionadas



Deixe seu comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Melhor do Sul - Copyrıght 2014. Todos os direitos reservados.