/EMBRATUR investe nos patrimônios culturais da humanidade

EMBRATUR investe nos patrimônios culturais da humanidade

                              Círio de Nazaré (Belém do Pará)

Na última quarta-feira (04/12), o Brasil ganhou mais um Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. O Círio de Nazaré (fotos) entrou na lista da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO). E, a partir de 2014, a cidade de Belém (PA) será incluída no plano de promoção turística internacional das Cidades Patrimônio Cultural, junto com outras 12 cidades Patrimônio Cultural da Humanidade.

A escolha da manifestação cultural como patrimônio ocorreu na mesma semana em que a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) se reuniu com representantes das cidades e centros históricos para apresentar o projeto de promoção Turística destas localidades. “Divulgar os nossos patrimônios é valorizar ainda mais a identidade brasileira. A escolha do Círio vem consolidar a importância de diversificar os segmentos turísticos brasileiros, em especial o Cultural ”, lembra o presidente da Embratur, Flávio Dino.

O conjunto de ações deste projeto visa uma promoção específica destes destinos. “O primeiro evento voltado para promoção dos Centros Históricos será uma exposição com imagens e vídeos das 12 cidades consideradas Patrimônio Cultural, em Madri, na Espanha, na segunda quinzena de março. A ação contará também com um seminário de capacitação para agentes e operadores de turismo”, anuncia Dino.

O planejamento também prevê a realização de press trips, seminários para formadores de opinião, workshops para agentes de viagens, elaboração de material promocional específico.

Para o coordenador de Turismo da Confederação Nacional de Munícipios, Mário Ribas, que participou da reunião, o lançamento do projeto pela Embratur é um grande passo para turismo Cultural no Brasil. “O mundo hoje procura destinos culturais. Temos uma riqueza cultural muito grande que não estava sendo aproveitada. A atitude do Instituto, por meio do presidente Flávio Dino, de entender e colocar os Patrimônios como prioridade é um passo gigantesco para o turismo no País”, lembra.

Projetos-pilotos

A estratégia de promoção do turismo cultural é fruto de uma parceria da Embratur com o Ministério da Cultura. Na semana passada, o presidente Flávio Dino teve nova reunião com a ministra da Cultura, Marta Suplicy, para desenhar os próximos passos do programa. No ano passado, a Embratur já realizou algumas experiências-piloto, como a exposição dedicada a Pirenópolis (GO) e Brasília (DF) realizada na sede da ONU (Organização das Nações Unidas) em Nova York. “Nosso objetivo foi aproveitar a visibilidade que a Assembleia Geral da ONU tem em todo o mundo para divulgamos dois ícones do patrimônio cultural brasileiro”, afirmou Dino. A exposição “Centro-Oeste: Modernidade e Tradição” teve como público-alvo os participantes da Assembleia Geral da ONU do ano passado, além de operadores e agentes de turismo locais, estudantes e imprensa. O espaço da exposição ficou aberto ao público durante todo o mês de novembro.

Fotos: Divulgação