/Encontro de gerações, emoção e premiações marcam a 21ª edição do Bento em Dança

Encontro de gerações, emoção e premiações marcam a 21ª edição do Bento em Dança

Na 21ª edição do Bento em Dança, a emoção foi um dos carros-chefes deste ano. Mais uma vez, o Festival superou as expectativas com a participação de quase 800 mil bailarinos nos nove dias de evento, fazendo todos respirar a dança nos seus mais variados gêneros. A presença de público foi uma constante, a organização do evento calcula que  aproximadamente  12 mil pessoas assistiram os espetáculos. Já a circulação dos pavilhões não é possível calcular porque o acesso é livre.

Nestas duas décadas de Festival mais uma vez o Bento em Dança proporcionou o encontro de  diversas gerações reunindo pais, irmãos, avós e netos que acompanham seus filhos e filhas nas apresentações durante o concurso.

A emoção começou na noite de abertura  quando três gêneros diferentes formaram um mosaico  encantando o público. Depois foram nove dias de concurso nos mais diversos gêneros. Anos de preparação, mais a ansiedade, misturados com angustia ficava evidente no rosto  dos participantes ao subirem ao palco da dança  mais importante do Rio Grande do Sul. 

A noite de encerramento também foi de homenagens para aqueles que foram escolhidos como destaque. Nem todos os escolhidos subiram ao palco, mas uma boa parcela esteve presente reunindo o que de melhor aconteceu nas noites do concurso.

Erci Grapiglia, que está no comando do evento desde a sua criação, diz: “mais uma vez o evento superou as expectativas”, explica ela tanto nas questões de escolas inscritas, números de coreografias, qualidade dos professores, mas que sente que ainda não conquistou uma boa parcela do público fora do mundo da dança.  E diz  “trabalhar com cultura é fazer uma inclusão social das pessoas.” Ela segue apontando “o desenvolvimento de um município não deve ser verificado, apenas, pelo volume de riqueza que produz”. Outros bens, imateriais, também devem ser levados em consideração nessa equação. “Quando falo de outros tipos de bens, refiro-me, por exemplo, à cultura que é fundamental para formação moral crítica dos cidadãos”. 

Foto: MoMo- Movimiento Moderno – Chile

Dança para todos

Praticamente todos os estados brasileiros e Distrito Federal estiveram presentes e do exterior vieram, Argentina, Chile e Itália convivendo com o evento nos 9 dias de evento. Este ano, mais de 600 coreografias foram inscritas e aproximadamente 200 grupos se apresentaram no palco principal.

Papel Social

O Bento em Dança ofereceu aulas gratuitas de Breaking para 280 alunos de duas escolas municipais. Nestes 21 anos de realização o evento sempre buscou oferecer aos menos favorecidos um pouco do que vivencia durante toda a semana do evento.  A Presidente Erci Grapiglia, diz, esta é uma maneira de tentarmos fazer um mundo melhor para todos e incentivar a despertar nas crianças o gosto pela arte. Este é o presente do Dia das Crianças para estes meninos e meninas.

Bolsas de Estudos

Outra característica marcante do evento são as bolsas de estudos. Este ano  bateu o recorde foi entregue onze bolsas de intercâmbio a  entrega começou já no terceiro dia do evento quando Rodrigo de Almeida foi o melhor dançarino de Hip Hop das “batalhas” (All-style e Breaking) desta edição do Bento em Dança 2013, e ganhou uma bolsa de intercâmbio para estudar em Boston, Estados Unidos . A Bolsa foi oferecida pela empresa BEX (Brazilian Exchange).  Para o Festival de Milão, na Itália, o professor Dominique Portier escolheu, 5 bailarinas , Bruna Weber, Gabriela Rahde Garcia, da Escola Ballet Vera Bublitz, de Porto Alegre, Maria Eduarda Klein do Ballet Margo de Caxias do Sul, Geórgia Giovanardi  e Jaquelyne Barbieri da Dora Ballet de Caxias do Sul.  Já o mestre argentino Raul Candal escolheu  duas bailarinas para participar da seletiva YAGP – Youth Americ Grand Prix, que será realizado em setembro deste ano na capital paulista, as escolhidas por ele foram, Jaquelyne Barbieri, da Dora Bellet de Caxias do Sul e Isadora Basso, da Escola Ballet Vera Bublitz de Porto Alegre. A professora  argentina Margarita Fernández, ofereceu estudos nas sua Escola Estudio de Danza Margarita Fernández em Buenos Aires os escolhidos foram, Dandara Veiga, Andréa Freitas, da Escola de Dança Ballerina  de Alegrete, Frederic Díaz e e Bejamin Arce, ambos da Mo-Mo, Movimiento Moderno, do Chile.

O Festival não é só espetáculo

Durante os nove dias, foram oferecidas diversas oficinas, voltadas para o conhecimento, o que equivale a dizer aproximadamente 150 horas de aulas. As 16 turmas ficaram lotadas. Todos procurando aperfeiçoamento no balé, no contemporâneo, jazz, técnica de ponta, dança de salão, danças populares, dança moderna, dança urbana, entre outras. As oficinas foram assunto muito ressaltado pelos professores presentes no Bento em Dança. Eles aplaudiram a ideia do evento bater na tecla do aprendizado, em muitos Festivais  não existem mais. O interessante é que todos os anos vêm crescendo a procura pelas oficinas e isto reforça a importância do aprendizado durante o evento.

Comunicação

E para que as pessoas soubessem de todas essas atrações, a organização do evento apostou firme nas redes sociais criando o seu próprio canal de Comunicação como Twitter, Facebook, Blog, Instagram e Foursquare e por ali milhares de pessoas acompanharam o evento, mesmo antes do encerramento somente na página do Facebook, são 1.481 fãs além de um alcance de mais de 11.600 pessoas.

Além de divulgar as informações sobre esse grande encontro de bailarinos,  as redes sociais serviram para medir parâmetros jamais medidos pelo evento, diz a jornalista Rozangela Allves. Estes dados serão norteadores para a organização da próxima edição.

Além das redes sociais, foi desenvolvido um trabalho junto à imprensa do estado. E muitos veículos publicaram várias matérias de forma gratuita. Alguns veículos como RBS-TV e o site Olá Serra Gaúcha, proporcionaram mídia gratuitamente, forma vários anúncios nestes dois meios de Comunicação. Os veículos de Comunicação tem papel fundamental na divulgação do evento.

Mostra Aberta

Durante a Mostra Aberta, 300 bailarinos apresentaram aproximadamente 105 coreografias  o que equivale a dizer que em média foram 15 apresentações por dia. Os participantes se apresentam de forma voluntária em um palco montado na parte central do Shopping Bento Gonçalves.

Bento em Dança 2014 

Já tem data agendada e será de  3 a 11 de outubro. Como sempre, todas as edições são organizadas com carinho, cuidado, criatividade e responsabilidade. Por isso, a 22ª edição do Bento em Dança será de muitas atrações e novidades.

Até lá!

Patrocinadores A 21ª edição do Festival foi patrocinada pelo Ministério da Cultura por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), com o patrocínio  de Carraro, Bradesco, apoio Prefeitura de Bento Gonçalves, e contou com apoio de Supermercado Apolo e do Grupo RBS, de TV  e  o site Olá Serra Gaúcha,  que ofereceram  a mídia de forma gratuita, além de apoio de outros grupos de Comunicação de Bento Gonçalves e de outras cidades. A realização é de responsabilidade da Associação Cultural Bento em Dança.