/‘Espejuelos Oscuros’é o quarto longa dirigido por uma mulher em Cuba

‘Espejuelos Oscuros’é o quarto longa dirigido por uma mulher em Cuba

A noite que abriu a competição latino-americana no 44º Festival de Cinema de Gramado, na segunda-feira, 29 de agosto, apresentou o longa-metragem de estreia da diretora cubana Jessica Rodríguez, ‘Espejuelos Oscuros’, que enfoca a relação entre uma mulher feita refém por um delinquente e suas estratégias para distraí-lo e preservar sua vida e integridade. (Foto: Tapete Vermelho – Jessica Rodríguez – Diretora do Longa Metragem Estrangeiro “Espejuelos Oscuros” e Alexis Álvarez – Diretor de Arte – Crédito: Cleiton Thiele – Pressphoto/ Divulgação)

“É um filme feito de forma totalmente independente, com pouco orçamento”, introduziu Jessica.

Mas o desafio de realizá-lo não foi apenas financeiro, prosseguiu a jovem cineasta, que vive em Madri, na Espanha. “Com toda a tradição cinematográfica que Cuba tem, este é apenas o quatro longa-metragem feito por uma mulher na ilha”, apontou.

Outro filme que trouxe para o Palácio dos Festivais a temática da exclusão e do gênero, ainda que desde outro ponto de vista, foi o curta-metragem ‘Ingrid’, do diretor Maick Hannder. O documentário é um depoimento da personagem título, que estava em Gramado. “Meu nome é Ingrid, tenho 28 anos, moro em Betin, na região metropolitana de Belo Horizonte. Sou atriz e transexual e, em um país onde a expectativa de vida da população trans é de 35 anos, em tese, me sobram sete para viver”, lamentou a mulher, emocionada, entretanto, com a oportunidade de dar visibilidade para essa situação.

O outro curta-metragem da noite foi ‘O ex-mágico’, uma animação dirigida por Mauricio Nunes e Olimpio Costa baseada em um conto de Murilo Rubião. “É um escritor mineiro precursor da literatura fantástica no Brasil, aclamado pela crítica mas infelizmente pouco conhecido pelo público. Espero que esse filme ajude a mudar essa realidade”, observou um dos diretores.

O segundo longa-metragem que estava programado para a noite de segunda não pode ser projetado por imprevistos técnicos. A obra ‘Las toninas van al Este’ será exibido em nova sessão a ser anunciada em breve. No lugar do longa uruguaio, foi exibido novamente ‘Mammal’, que teve a primeira apresentação no evento durante a tarde, na sessão Sundance, que contou com a participação da premiada atriz australiana Rachel Griffiths.

Debate aborda a crítica do cinema latino-americano

A Associação de Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul (Accirs) promove, na tarde desta terça-feira (a partir das 15h30min, na Sociedade Recreio Gramadense) a roda de conversa o “Cinema Latino-Americano – Uma visão crítica”.

`Participam do debate os jornalistas Miguel Dobrich (Uruguai), Leopoldo Muñoz (Chile), Fernando Brenner (Argentina) e Antonella Estevez (Chile), além da brasileira Elaine Guerini. A proposta é conversar sobre a interação da crítica e do cinema feitos nos países da América Latina com o Brasil.

Foto: Luiz Zorraquín – Diretor do Longa Metragem Estrangeiro “Guaraní” (Paraguay/Argentina) e Jessica Rodríguez – Diretora do Longa Metragem Estrangeiro “Espejuelos Oscuros” (Cuba) – Crédito: Carlos Mossmann – Pressphoto/ Divulgação

Noite para homenagear o mestre do horror brasileiro

A noite desta terça-feira, 30 de agosto será de grande emoção no Palácio dos Festivais com a entrega do troféu Eduardo Abelin em homenagem ao cineasta José Mojica Marins.

A filha do ícone do cinema nacional, Liz Marins, chegou no final da tarde desta segunda-feira (29) a Gramado, onde representar o pai que, aos 80 anos, não poderá viajar a Gramado por ordens médicas.

“O pai ficou bem feliz, principalmente porque embora seja reconhecido como criador na Europa e nos Estados Unidos, no Brasil o personagem ainda é maior que o cineasta. Então esse troféu fará justiça à toda a sua contribuição à cultura nacional”, celebra Liz.

Mojica é admirado em todo o mundo por ter sido um grande incentivador da indústria cinematográfica brasileira, produzindo filmes de baixo orçamento que terminaram por criar uma estética particular hoje reconhecida como uma escola. Um dos maiores fãs do brasileiro é o diretor norte-americano Tim Burton. “Ele não só o admira, como disse que meu pai é uma das referências para suas criações”, elogia, orgulhosa.

Embora tenha produzido filmes e atuado em papeis diversos – a filha cita, como exemplo, um faquir que interpretou certa ocasião – José Mojica Marins se popularizou na pele de Zé do Caixão, protagonista de clássicos como A Meia Noite Levarei sua Alma, de 1963, que lançou o caractere.

“Mesmo que ele só tivesse inventado o Zé do Caixão – e fez muito mais do que isso – só o fato de ser uma lenda viva seria suficiente para receber o reconhecimento dos brasileiros”, defende.

Liz segue os passos do pai, atuando e dirigindo curtas-metragens que fizeram carreira em festivais internacionais. Da mesma forma que ele, tenta fugir dos rótulos, mas admite que os maiores sucessos que teve foram de produções ligadas ao cinema fantástico.

Ela também criou uma personagem ícone, Liz Vamp, que vem a ser, na ficção, a filha do Zé do Caixão. Mas é uma vampira boazinha, já que 15 anos comanda o Dia Nacional dos Vampiros, que entre festas e paradas zumbis promove uma campanha de doação de sangue que em 2016 bateu o recorde latino-americano de sangue coletado.

Para complementar a homenagem, na quarta-feira, 31 de agosto, às 10h30 no Palácio dos Festivais, haverá sessão especial com fragmentos da série televisiva ‘Zé do Caixão’.

Cecilia Roth fará translado de helicóptero entre Porto Alegre e Gramado

Confirmado como o novo parceiro do 44º Festival de Cinema de Gramado, a TRI Táxi Aéreo fará o translado da atriz argentina Cecilia Roth para o evento. O trajeto entre o aeroporto de Porto Alegre e Gramado, que por terra dura cerca de duas horas, será feito de helicóptero, em uma viagem de 25 minutos.

“Somos uma empresa da região e reconhecemos a importância do Festival de Cinema como indutor do desenvolvimento em Gramado e nas cidades vizinhas. Por isso é muito importante essa parceria, que vai se estender a outros eventos da cidade”, antecipa o diretor comercial da TRI Táxi Aéreo, Stevan Jahn.

A empresa também fará vôos panorâmicos com convidados do festival para apresentar as belezas da região, que tem uma geografia especial, com planícies, vales, cachoeiras e rios emblemáticos. A atriz Andréia Horta, e o diretor Hugo Prata, ambos do longa-metragem ‘Elis’, já confirmaram o passeio.

O fotógrafo do 44º Festival de Cinema de Gramado Edson Vara embarcou em um desses vôos para clicar imagens aéreas inéditas do Palácio dos Festivais. “É uma fotografia histórica, que vai compor a memória do festival e em 20 anos poderá servir de contexto para analisar a evolução do evento”, saúda o diretor de eventos da Gramadotur e do Festival de Cinema de Gramado, Enzo Arns.

As fotografias estão disponíveis para download, em alta resolução, na página do festival.

Foto: Rubens Ewald Filho – Curador com a atriz Rachel Griffiths na sessão comentada do filme “Mammal” – Crédito: Cleiton Thiele – Pressphoto/ Divulgação

Rachel Griffiths: “Espero arranjar logo uma desculpa para voltar a Gramado”

Vencedora do Globo de Ouro pelo seriado “A Sete Palmos” e indicada ao Oscar pelo drama “Hilary & Jackie”, a atriz Rachel Griffiths participou de uma sessão comentada do longa-metragem “Mammal”, ainda inédito no Brasil, graças a uma parceria do evento com o prestigiado Festival de Sundance, criado pelo ator Robert Redford.

Sobre o drama, a atriz revela que, pela primeira vez, teve a oportunidade de interpretar uma personagem totalmente diferente das que incorporou ao longo de sua carreira. “Sempre interpretei mulheres que, confusas ou não, eram muito decididas e conscientes em relação aos seus sentimentos e decisões. Margaret [a protagonista de “Mammal”] não é assim. Pelo contrário: ela é mutilada emocionalmente e não toma muita consciência das escolhas que faz na vida. Eu estava afastada de papeis desafiadores como esse, por isso é bom retomar a esse universo”, lembrou a atriz, que, antes do filme Rebecca Daly, estava envolvida em filmes mais leves como “Walt nos Bastidores de Mary Poppins” e seriados para TV aberta, a exemplo do drama familiar “Brothers & Sisters”, que também levava pitadas de comédia.

A passagem de Rachel Griffiths por Gramado foi tãointensa quanto breve. Além do debate do filme, ao lado do curador de Gramado Rubens Ewald Filho, a atriz atendeu a uma dezena de jornalistas que queriam entrevistá-la, conheceu o Museu do Festival de Cinema de Gramado. “Nunca me senti tão bem acolhida ao chegar a um país. Espero arranjar logo uma desculpa para voltar a Gramado!”, revelou. Para atenuar a saudade dos brasileiros da estrela, o Sundance Channel (que integra os canais Sky no Brasil) já confirmou a estreia do longa ‘Mammal’ para o dia 19 de setembro.

PROGRAMAÇÃO

Terça-feira, 30 de agosto

14h – Palácio dos Festivais
Sessão Especial: Cromossomo 21, de Alex Duarte

15h30 – Sociedade Recreio Gramadense
Debate “Cinema Latino-Americano – Uma visão crítica”, da ACCIRS, mediado por Mônica Kanitz

Foto: Educavideo – Cinema nos Bairros – Escola Moses Bezzi – Bairro Varzea Grande – Crédito: Cleiton Thiele – Pressphoto/ Divulgação

16h – Sociedade Recreio Gramadense
Lançamento do Livro “Cromossomo 21”, com presença do autor, do diretor e elenco do filme

16h – Palácio dos Festivais
Mostras de longas gaúchos: Desvios, de Pedro Guindani

17h – Sociedade Recreio Gramadense
Encontro de Entidades do Cinema Gaúcho, com Alfredo Bertini (SAV), Daniel de Almeida (APTC-RS), Gisele Hiltl (SIAV), Beto Rodrigues (Fundacine RS), Liege Nardi (Iecine RS)

19h – Palácio dos Festivais
Mostras competitivas (Curta: Horas, de Boca Migotto; Longa estrangeiro: Carga Sellada, de Julia Vargas)

21h30 – Palácio dos Festivais
Entrega do Troféu Eduardo Abelin para José Mojica Marins

22h – Palácio dos Festivais
Mostras competitivas (Curta: Super OldBoy, de Eliane Coster; Longa estrangeiro: Guaraní, de Luis Zorraquín)

Quarta-feira, 31 de agosto

10h – Teatro Elisabeth Rosenfeld
Reprise longas estrangeiros em competição: Carga Sellada, de Julia Vargas, e Guaraní, de Luis Zorraquín

10h30 – Palácio dos Festivais
Sessão Especial: Fragmentos da Série “Zé do Caixão”

10h30 – Sociedade Recreio Gramadense
Debate filmes em competição (Curtas: Horas, de Boca Migotto, e Super OldBoy, de Eliane Coster; Longas estrangeiros: Carga Sellada, de Julia Vargas, e Guaraní, de Luis Zorraquín)

10h30 – Sociedade Recreio Gramadense
Rodada de Negócios entre produtoras, distribuidoras e canais

14h – Palácio dos Festivais
Sessão Especial República Tcheca: Assistência Domiciliar, de Slávek Horák

14h – Sociedade Recreio Gramadense
Encontro de atores

Foto: A atriz Rachel Griffiths visita Museu do Festival – Crédito: Cleiton Thiele – Pressphoto/ Divulgação

15h30 – Sociedade Recreio Gramadense
Mesa de Debate: Cinema, Inclusão e Acessibilidade

16h – Palácio dos Festivais
Mostra Gaúcha de longas: O último poema, de Mirela Kruel

16h30 – Sociedade Recreio Gramadense
Rodada de Negócios entre produtoras, distribuidoras e canais

19h00 – Palácio dos Festivais
Mostras competitivas (Curta: Lembrança do Fim dos Tempos, de Rafael Câmara; Longa estrangeiro: Campaña Antiargentina, de Ale Parysow)

21h30 – Palácio dos Festivais
Mostras competitivas (Curta: Memória da Pedra, de Luciana Lemos; Longa estrangeiro: El Mate, de Bruno Kott)

Ministério da Cultura e Secretaria de Estado da Cultura apresentam o 44º Festival de Cinema de Gramado. Patrocínio: BNDES, Stella Artois e Petrobras, e copatrocínio do Banrisul – Governo do Estado do Rio Grande do Sul, Todos pelo Rio Grande. Apoio especial: Sundance Channel e Snowland. Apoio: Caracol Chocolates, Stemac, Lojas Pompéia, More Bass, G2 Net Sul, CiaRio, O2 Produções, Canal Brasil, Revista de Cinema, RBSTV, CVC, FreeCharge e Savarauto. Apoio institucional: Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, Fundacine, ACCIRS, IECINE, APTC e SIAV, TVE e FM Cultura. Agência Oficial: BusTour. Ingressos: Imply. Direção Artística: Histórias Incríveis. Agente Cultural: AM Produções. Promoção: Prefeitura de Gramado. Financiamento: Pró-Cultura RS, Secretaria de Estado da Cultura, Governo do Estado do Rio Grande do Sul. Realização: Gramadotur, Ministério da Cultura, Governo Federal.