/Festival Brasileiro de Música de Rua faz abertura nesta sexta-feira

Festival Brasileiro de Música de Rua faz abertura nesta sexta-feira

O Festival Brasileiro de Música de Rua chega a sua quinta edição levando música bem elaborada e democratização do acesso à cultura a cidades da Serra Gaúcha durante dez dias. O evento ocorre de 15 a 24 de abril em Garibaldi, Flores da Cunha, Bento Gonçalves, Antônio Prado, Farroupilha e, naturalmente, em seu berço, Caxias do Sul. (Foto: Banda Vera Loca, uma das participantes do evento. Crédito: Fabian Gloeden/ Divulgação)
Em Garibaldi, cidade que sediará a abertura do evento, serão realizados seis shows na Praça Loureiro da Silva, nesta sexta-feira, dia 15, a partir das 18h30min. A fim de gerar um real intercâmbio entre as cidades da Serra Gaúcha, Brasil e América Latina, a curadoria do festival reservou para a Capital Nacional do Espumante atrações diversas.
De Caxias, se apresentam o Quarteto de Cellos, Yangos Quarteto Instrumental e Lennon Z and the Sickboys Trio. Na sequência, o cantor uruguaio Molina mostra ao público seu folk fronteiriço e sua conterrânea Phoro, vem com a suavidade de sua voz unida a fortes batidas eletrônicas. Para encerrar o dia de festa, a mítica banda representante do rock gaúcho Vera Loca.
Além de muita música boa, food truck’s de Caxias do Sul e Garibaldi levarão para a Praça suas delícias, entre elas: hambúrguer, burritos, nachos, polenta com molho, além de cerveja e chopp artesanal.

Mais sobre 5ª edição do Festival
As ações ocorrem, costumeiramente, nas principais praças das cidades participantes e, em Caxias, nas praças, ruas, paradas de ônibus e, pela segunda vez, encerra com um grande evento na Estação Férrea.
Neste ano, a produção do festival segue buscando aproximar artistas e espectadores, ocupar de forma inteligente os espaços públicos, ser mais um vetor de diálogo entre os países latino-americanos, e muito mais: na pauta desta edição entram a promoção e valorização da cena cultural caxiense e da Serra Gaúcha e, também, a compreensão da produção da música negra gaúcha e brasileira.
Serão 101 shows, 6 palestras e 2 festas, estilos musicais e temas que contemplem múltiplas preferências. O Festival é o encontro da música de concerto, com a música popular, encontro de DJ’s com a música de raiz, encontro do Rockabilly com o B-boy, encontro do Pop dos anos 90 com a música negra e histórica do RS.
Durante o evento, programação também na Incubadora da Música, que vida capacitar e atentar músicos e produtores culturais acerca do negócio da música. Temas como circulação, diversidade da música brasileira e Semana Internacional de Música de São Paulo, estarão na pauta.