/Gramado recebe concerto da Ospa

Gramado recebe concerto da Ospa

image
(Foto: Giovanna Pozzer)

No dia 6 de dezembro, sábado, a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre visita Gramado. Sob a batuta do maestro Leandro Schaefer, os músicos vão interpretar, em concerto com entrada franca, um repertório que vai da música inglesa do século XVII a trilhas do cinema norte-americano, passando pela ópera e pela música de dança. O evento acontece na Rua Coberta, a partir das 20h30, e integra a programação do Natal Luz. A solista convidada é a soprano Hevelyn Costa.
Uma das melodias mais famosas do período Barroco abre o programa: “Trompete Voluntário”, creditada ao inglês Henry Purcell (1659-1695), mas que provavelmente foi escrita por Jeremiah Clarke (1674-1707). Na sequência, a orquestra executa a Abertura de “O Barbeiro de Sevilha” – ópera buffa do italiano Gioacchino Rossini (1792-1868) –, e a “Valsa das Flores”, parte do segundo ato do ballet “O Quebra-Nozes”, composto pelo russo Pyotr Tchaikovsky (1840-1893).

A primeira participação de Hevelyn Costa vem com “Let the bright Seraphim”, trecho do oratório “Samson” de George Frideric Handel (1685-1759). Hevelyn cantará também outra composição do repertório de música sacra, a conhecida “Ave Maria”, melodia do francês Charles Gounod (1818-1893) feita sobre uma composição de Johann Sebastian Bach (1685-1750).

(Foto: Divulgação Ospa)

Trechos de duas óperas históricas são as próximas obras do concerto: a Abertura de “Don Giovanni”, do austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791); e o Interlúdio de “Cavalleria Rusticana”, do italiano Pietro Mascagni (1863-1945).

Já se encaminhando para o final da apresentação, a orquestra revisita clássicos de trilhas de filmes. O primeiro deles é “As time goes by”, composição de Herman Hupfeld (1894-1951) que ganhou notoriedade após ser cantada pelo personagem Sam (Dooley Wilson) em “Casablanca” (1942). O segundo se consagrou através da voz de Julie Andrews em “A Noviça Rebelde” (1965): “The Hills are Alive”, de Richard Rodgers (1902-1979).

A “Marcha Radetzky”, uma das obras mais famosas de Johann Strauss I (1804-1849) – o maior compositor de música de dança de sua época –, fecha a noite. Como não poderia deixar de ser nesta época do ano, a “Noite Feliz” será inserida ao final do repertório.

Leandro Schaefer

Graduou-se em Regência pela UFRGS, e especializou-se em regência orquestral na Europa. Aperfeiçoou-se em cursos em cidades como São Petersburgo (Rússia), Berlim (Alemanha) e Paris (França). Teve a oportunidade de reger músicos da Orquestra de Paris, da Orquestra Filarmônica de São Petersburgo e da Berlin Sinfonietta. No Brasil, teve aulas com o maestro Isaac Karabtchevsky e Fabio Mechetti, e conduziu as orquestras Sinfônica de Recife; Sinfônica de Barra Mansa; Sinfônica de Porto Alegre; Sinfônica da Universidade de Caxias do Sul; da Universidade de Santa Cruz do Sul; Jovem do Programa de Inclusão Social de Esteio e Jovem de Santa Cruz do Sul.
Desde 2005, Schaefer atua como Maestro e Diretor Artístico da Orquestra da Unisc, Professor-Coordenador da Escola de Música e Maestro do Coro da Unisc, realizando uma série anual de concertos. Desde 2012, também é Maestro no Município de Cachoeirinha.

image
(Foto: arquivo UNISC)

Hevelyn Costa

Conquistou reconhecimento nacional entre os anos de 2005 e 2007 quando participou do programa de televisão do apresentador Raul Gil nos quadros “Jovens Talentos” e “Homenagem ao Artista”.
Em 2007, atuou como solista junto à Orquestra Filarmônica do Estado do Espírito Santo, regida pelo maestro Helder Trefzger. Entre 2008 e 2010, ao lado de ícones como Gal Costa, Zé Ramalho, Milton Nascimento e Ivan Lins, participou das gravações de uma série de releituras reunidas em coletâneas em homenagem a artistas aos artistas John Lennon, Yoko Ono, Paul McCartney, George Harrison e Michael Jackson.
Em 2012 foi vencedora da final nacional do Festival da Canção Francesa, realizada em São Luís do Maranhão.
Graduou-se em Música pela UFRGS em 2013. Em 2014 participou de concertos com a Orquestra Filarmônica da PUCRS e fez parte do projeto “Ópera na UFRGS”, atuando como solista nas montagens de “Dido & Enéias” de Henry Purcell e “Orfeu” de Claudio Monteverdi.
Atualmente aperfeiçoa sua técnica vocal com a soprano Cíntia de los Santos.

image
(Foto: Carolina Rota)