/Mundo do Vinho vive o luto por Pio Boffa

Mundo do Vinho vive o luto por Pio Boffa

Pio Cesare di Alba uma das principias vinícolas do mundo perdeu Boffa, integrante da quarta geração da família a comandar uma das mais icônicas vinícolas do mundo. Posso afirmar sem Boffa, o Barolo jamais será o mesmo.

Pio Boffa aos 66 anos nos deixou vitimado pela Covid. É uma perda muito forte pois era ainda muito jovem e tinha muito a nos ensinar.

A vinícola foi fundada em 1881 fica localizada nas colinas de Barolo e Barbaresco, lugar que tive a honra de visitar em uma viagem de estudos com a turma de MBA Marketing do Vinho da ESPM em novembro de 2019. Me lembro que foi um domingo, na minúscula comunidade de Barbaresco e Barolo, uma nevasca tinha tomado conta dos parreirais e suas vielas, onde uma chuva fina de gelo caia sobre nós. O sino da Igreja uma constante nos mostrava a vida simples de um povoado que de fato é a verdadeira Itália.

Paramos em todos os lugares possíveis e, claro, nas duas enotecas. Passamos horas por ali, o que nos dava um misto de orgulho e alegria por estar em um território dos barolos mais sensacionais da face da terra. Por quatro décadas, Boffa soube manter a tradição e revolucionar a região para produzir vinhos diferenciados mantendo os costumes do Norte da Itália.

Ele deixa a filha Federica e 70 hectares de vinhedos em denominações de Barolo e Barbaresco, e um indescritível legado de aperfeiçoamento de um dos vinhos mais tradicionais da Itália.

Ano após ano, Pio Cesare deu a vida a um verdadeiro negócio ao aliar a paixão pelo vinho com a atenção constante à qualidade e estilo dos seus vinhos.

Expressamos profundas e tristes condolências pela morte de Pio Boffa, um dos maiores protagonistas do mundo do vinho que ofereceu uma importante contribuição de ideias e ações concretas.

Meu coração trincou mais uma vez. Grata por nos ensinar tanto e respeitar o que de fato é um verdadeiro vinho.

Fotos: Divulgação