/Número de visitantes cresce 80% em Garibaldi

Número de visitantes cresce 80% em Garibaldi

 

 

Conhecida pela produção nacional de espumantes, Garibaldi (RS) apresentou um aumento de 80% no fluxo de visitantes no ano de 2015, em comparação ao mesmo período em 2013. De acordo com a Secretaria de Turismo e Cultura de Garibaldi e do Conselho Municipal De Turismo, o número subiu de 250.000 para atuais 450.000 visitantes. (Foto: Kais Ismail/ Divulgação)

Das rotas turísticas, registraram expressivo aumento no fluxo a Rota dos Espumantes, com um aumento de 25% – passando de 88.844 (2013) para 111.767 (2015) -, e a Estrada do Sabor, rota de turismo rural no interior de Garibaldi, que passou de 2.786 visitantes (2013) para 6.373 (2015), com acréscimo de mais de 120%. O Vale dos Vinhedos, que Garibaldi integra junto aos municípios de Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul, também fechou 2015 com quase 400 mil visitantes, com um aumento de mais de 110 mil pessoas nos dois anos comparados. Não foram contabilizados os turistas que realizam o passeio de Maria Fumaça que percorre boa parte do território de Garibaldi.

Além dos atrativos permanentes, eventos como a Fenachamp, o Garibaldi Vintage além de festivais e ações paralelas – como a Confraria do Espumante e o Clube de Excelência em Turismo – somam esforços na consolidação da identidade de Garibaldi como destino turístico. O Parque da Fenachamp também se mantém locado constantemente, com ocupação em todos os meses do ano. Os reflexos do aumento de fluxo figuram ainda nos visitantes que estiveram no Museu de Garibaldi, passando de 2.578 para 6.020 atendimentos em 2015. O Centro de Atendimento ao Turista (CAT) registrou um aumento de quase 60%, passando de 5.636 para 8.832 no mesmo período.

Rota dos espumantes_ GARIBALDI RS_ Créditos Kais Ismail
Foto: Kais Ismail/ Divulgação

De acordo com a secretária de Turismo e Cultura de Garibaldi, Ivane Fávero, estes números revelam o acerto na estratégia de organização do setor turístico local, de forma planejada e integradora. “Depois de elaborarmos o Plano Municipal de Turismo e o Plano de Marketing, retomarmos as atividades do Conselho Municipal do Turismo (Comtur), passamos a trabalhar, todos, setor público e privado, num mesmo norte, com um mesmo objetivo. Da qualificação do produto turístico, passando pela capacitação dos profissionais até as estratégias inovadoras de promoção, tudo veio somar-se. Também, é claro, atribuímos esse aumento do fluxo turístico a fatores externos, como à alta do dólar e do euro e o fortalecimento da região”, afirma Ivane.

Estrada_do_sabor_Créditos_Vicente-Silveira
Foto: Vicente Silveira/ Divulgação

A articulação da Garibaldi Film Commission e as captações que vieram para o município recentemente – com destaque para “O Filme da Minha Vida”, que tem a direção de Selton Mello-ajudaram ainda mais a impulsionar o nome de Garibaldi na mídia nacional. Mas as novidades seguem. Ainda de acordo com Ivane, 2016 será outro ano de grandes avanços para o turismo de Garibaldi, que espera fortalecer a oferta turística com a inauguração da revitalização da Buarque de Macedo. A obra, que permeia o centro histórico do município, recebeu os maiores investimentos da pasta, ao compreender a fiação subterrânea (com a retirada de todos os postes de luz, que não permitem a devida apreciação dos casarios), além do alargamento das calçadas, mobiliário urbano e investimentos em saneamento.

Centro Histórico de Garibaldio_Créditos Vicente Silveira (7) (1)
Foto: Vicente Silveira/ Divulgação

Outras iniciativas, como o avanço no projeto do Parque Temático Etnográfico da imigração italiana, de Luiz Fitarelli, e a construção do primeiro condomínio vitivinícola do país, o Terroir Vinhedos Exclusivos, bem como as obras do novo Hotel Dall’Onder Express (que se localizará junto ao complexo residencial e turístico, na antiga área do parque do Esqui), deverão iniciar ainda este ano, trazendo competitividade hoteleira para fortalecer ainda mais a oferta de Garibaldi em todos os setores turísticos Ivane também aponta o quanto isso pode resolver algumas lacunas existentes. “Entendemos que ainda temos um gargalo para vencer, que é a baixa oferta hoteleira. No entanto, com as obras de dois novos hotéis iniciando este ano, bem como as reformas dos empreendimentos existentes, vamos superar esta situação. Em breve, teremos mais turistas (que permanecem mais de 24h no destino) e mais visitantes.”, define. A mudança no quadro turístico de Garibaldi também se deve ao aumento de investimentos que o setor recebeu, sendo que, apenas em 2015, com os recursos para a revitalização da Buarque de Macedo aumentou mais de 100% se comparado a 2013.