/Plaza em Miami

Plaza em Miami

 

 

 

O conselheiro da Rede Plaza de Hotéis, Carlos Henrique Schmidt anunciou que o grupo terá seis estabelecimentos hoteleiros no modelo compartilhado ou modelo fracional durante a 18ª edição da Shared Ownership Investment Conference em Miami, EUA – Conferência de Investimento de Propriedade Compartilhada – que o grupo vai passar a administrar seis empreendimentos hoteleiros no modelo fracional nos próximos meses. “Garibaldi, no Rio Grande do Sul, terá um produto hoteleiro tematizado no vinho espumante, pois é a maior produtora nacional deste tipo de bebida. Serão 20 unidades habitacionais e 50 casas. (Foto: Carlos Henrique Schmidt. Crédito: Divulgação)
Outro empreendimento será em Campina Grande do Sul, perto de Curitiba, no Paraná, com mais de 140 unidades a serem comercializadas neste sistema. No Bahia Plaza Hotel, em Camaçari, serão convertidas 50 unidades nesta modalidade. Estamos também com um projeto bem adiantado em Gramado, no RS, para trabalhar nesta área, assim como em Ilhéus, na Bahia, onde teremos 64 unidades”. Ele informou também que a empresa está analisando um empreendimento na praia de Itapema, em Santa Catarina, a serem construídas para comercialização.

 

Foto: Campina Grande do Sul. Crédito: Divulgação

Schmidt disse que está otimista em relação a estas ações que a rede está adotando para a sua expansão através do sistema fracional. “Este é um modelo de negócios consolidado nos EUA e vários outros países. “Este é o sistema do futuro, e que começa a crescer espetacularmente no Brasil”, afirmou.
O dirigente do grupo hoteleiro está em Miami participando pela terceira vez do evento, a segunda como painelista. “Esta é uma grande oportunidade de conhecer as experiências bem sucedidas dos grandes players mundiais que atuam no sistema de propriedade compartilhada (fracional).”

Foto: Miami. Crédito: Divulgação

Nos Estados Unidos e no Caribe, o segmento de turismo compartilhado já é uma prática comum e tem se propagado pelo Brasil a ponto das projeções de crescimento de vendas alcançarem o patamar de 60% frente a 2015. Já está sendo considerada uma nova tendência do mercado imobiliário – por apresentarem perspectivas mais otimistas que os demais produtos do setor em meio à crise econômica -, os empreendimentos fracionados têm sido estratégicos para os negócios de algumas incorporadoras e devem movimentar mais de R$ 2 bilhões em 2016. Ainda em processo embrionário, esta alternativa tem conquistado públicos de todas as classes, principalmente os de categoria C e B, interessados em manter uma casa de veraneio sem arcar sozinhos com os custos de manutenção, segurança, impostos, entre outros. Em Gramado já exitem aproximadamente de 1.200 unidades sendo construidas neste modelo.