/Roteiros Rodoviários percorrem as Missões

Roteiros Rodoviários percorrem as Missões

No mês de junho, dois roteiros da Operadora Receptiva Caminho das Missões percorrerão as Missões. O Nacional sairá no dia 10 e até o dia 15 levará turistas para conhecer as belezas culturais do lado brasileiro. No dia 14 sairá o Roteiro Internacional e que até o dia 18 os turistas percorrerão os atrativos missioneiros do Brasil, Argentina e Paraguai. (Foto: Divulgação)
Conhecer as Missões é um verdadeiro mergulho na formação da América Latina e Mundo Gaúcho. Foram constituídas pelos jesuítas a partir das utopias de Morus, Bacon e Campanella. O Padre Lugon, em seu livro, disse que foi a mais original das sociedades realizadas. Paul Lafargue, em conjunto com Bernstein, Kautski, Plechanov explica que o projeto constituiu um das experiências mais extraordinárias, que jamais tiveram lugar. Também Charlevoix e Muratori reconheceram-na como um modelo sem precedentes de sociedade cristã. A revista Lês Lettres Edificantes et Curieuses, dirigida pelos jesuítas, comparava os guaranis aos primeiros cristãos e descrevia suas comunidades como a realização ideal do cristianismo. Voltaire afirmou que o projeto Jesuítico-Guarani foi um “triunfo da humanidade”. Montesquieu chamou de “primeiro estado industrial da América”.
O Abade Carbonel chamou de “coletivismo espontâneo”. Pablo Hernandez na Organización Social de lãs Doctrinas Guaranies, escreve que o maravilhoso surge a cada passo. O filósofo Rayal escreveu: Aí se observavam as leis, reinava uma civilidade exata, os costumes eram puros, uma fraternidade feliz unia os corações, todas as artes de necessidade estavam aperfeiçoadas. A abundância era ai universal. Teve a graça das crianças, uma pureza repleta de candura. O mundo novo que estamos procurando realizar não pode menosprezar a lição fornecida.
A verdadeira história do cooperativismo começaria nas Missões. Os escritos do presidente da Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul, Vergílio Périus, defende as ideias do estudioso Rafael Carbonell de Masy, de que é chegada a hora de resgatar a verdade sobre a origem da primeira cooperativa, surgida em 1627, nas Reduções Jesuítico-Guarani.
São Sete Povos estabelecidos do lado brasileiro e Sete Patrimônios Culturais da Humanidade no conjunto internacional, além de Patrimônios Nacionais dos Países. É imperdível conviver com os índios Guaranis e sua cultura milenar.
O Roteiro Nacional iniciará o receptivo em Santo Ângelo, no aeroporto ou rodoviária. 2° Dia – Santo ângelo/Aldeia Guarni. 3º dia – Santo Ângelo / São João Batista / São Nicola / São Borja. 4º Dia – São Borja / São Luiz Gonzaga/São Miguel das Missões. 5º dia – São Lourenço Mártir / Santuário do Caaró / São Miguel das Missões. 6º dia – São Miguel das Missões / Santo Ângelo / Viagem de retorno.
O Roteiro Internacional terá o primeiro dia com receptivo em Santo Ângelo, aeroporto ou rodoviária. 2º dia – Santo Ângelo / São Miguel das Missões. 3º dia – São Miguel-BR / San Ignácio-AR / Encarnación – PARAGUAI. 4º dia – Jesus / Trinidad / Encarnación-PY / Posaadas – ARGENTINA. 5º Dia – Posadas/ São Pedro do Butiá/Santo Ângelo – BRASIL – Viagem de retorno.

 

Foto: Divulgação

Roteiro Nacional
http://www.caminhodasmissoes.com.br/roteiros/47/sete-povos-das-misses-jesuticas-dos-guarani/
Roteiro Internacional
http://www.caminhodasmissoes.com.br/roteiros/48/circuito-internacional-das-misses—brasil-argentina-e-paraguai/