/Um pedacinho de Murano em Gramado!

Um pedacinho de Murano em Gramado!

Vamos curtir esta arte milenar de fazer Cristais em Gramado?

Hoje é um dia conhecido mundialmente como o dia do #tbt . E neste dia fui visitar a Cristais de Gramado, e me depararei com a beleza do mundo dos cristais, é a nossa “Murano gaúcha”.

Deu saudades de Veneza, faço uma pausa aqui, pois quando fui a Veneza, minha expectativa era zero, em relação a bela cidade cheia de arte por todos os lados. A minha grande expectativa nesta viagem era: Milão e Verona, mas quando desci do trem e vi aquela imensidão a minha frente, foi uma emoção indescritível, estou sentindo ela aqui e agora, quando descrevo esta história. Somos feitos de momentos que ficam registrados em nossa retina.

Volta pra Gramado, Rô.. sim. Presente! A melhor forma de viajar agora é turistar dentro das nossas cidades.

Pois bem, os muranos são conhecidos por serem objetos de desejo por sua imponência e beleza. Possui esse nome por ser originário da Ilha de Murano, embora descrita como uma ilha da lagoa de Veneza, mas de fato, é um arquipélago de sete ilhas menores, das quais duas são artificiais (Sacca Serenella e Sacca San Mattia), unidas por pontes entre si. Tem aproximadamente 5500 habitantes e fica somente a 1 km do centro de Veneza.

Murano, Itália (Foto: Rozangela Allves)

Murano é um local famoso pelas obras em vidro de Murano, particularmente objetos decorativos e candeeiros.

Inspirada neste belo lugar cheio de casas coloridas, o casal Irane Land e Telmo de Freitas, fundaram há 19 anos a Cristais de Gramado, localizada na entrada de Gramado, e por lá você pode passar, eu diria, até dias, pois acredite que só de semi-joias tem 20 mil modelos, além de centenas e centenas de peças de cristais importadas da Itália e da China e as produzidas no próprio lugar, é muito interessante ver os Mestres Vidreiros, sopradores ou artesões, todas as nomenclaturas estão corretas, assistir eles moldando as peças é fascinante. Cada peça é exclusiva e para tanto, precisa-se muita criatividade e talento características primordiais desses artistas.

Temperaturas elevadas? Sim! Em um forno de 1.200ºC a 1.450ºC fica um tanque com uma bacia repleta de cristal líquido e transparente. Sopro, calor das mãos e assim vai se moldando as peças nos seus mais diversos formatos.

E é deste lugar que sai o Kikito de Cristal oferecido desde 2007 a nomes consagrados da cinematográfica ibero americana. O Kikito de Cristal já foi concedido a personalidades como Eduardo Coutinho, Othon Bastos, Cecília Roth, Ruy Guerra, Leonardo Sbaraglia, Soledad Villamil, entre outros artistas consagrados do meio cinematográfico.

Kikito de Cristal para Natalia Oreiro (Foto: Cleiton Thiele)

Kikito é o símbolo e prêmio máximo concedido no Festival de Gramado. Este nome foi atribuído por Elisabeth Rosenfeld, artesã da cidade de Gramado, e responsável pela criação da estatueta, com que são laureados os vencedores. Inicialmente, o Kikito era o símbolo da cidade e, mais tarde, tornou-se o troféu do festival. O Kikito é uma figura risonha, um “deus do bom-humor”.

Além desta entrega aos artistas, anualmente a Cristais de Gramado, seleciona personalidades da comunidade local para entregar do Mini Kikito de Cristal. Sou felizarda por estar neste petit comitê e já conto no meu acervo pessoal, com cinco deles.

2,3 mil metros quadrados é a área do showroom e fábrica, e pode circular livremente, tomar um café, criar mil e uma ideias para sua casa, escritório, jardim, e por que não, para você? É…você pode se adornar, afinal o que não falta por lá são semi-jóias.

Em época de pandemia, percebi que todos os protocolos foram adotados, além de observar a simpatia por todos os lados da equipe.

Ao conversar por um bom tempo com a empreendedora, Irane Land, percebi que o cuidado não é só pela equipe, mas com o entorno, bairro, cidade, estado. Foi um timecoffee muito produtivo.

Sai de lá com um olhar diferente para o contexto da arte, e levando comigo dicas valiosas, sempre é um aprendizado, basta estar aberta ao sentir. E claro com o meu mini Kikito restaurado.

Que o Deus do Bom humor nos dê sempre muitos motivos para sorrir!

Fotos da Cristais de Gramado: João Inácio/Divulgação