/Vem aí a 22ª Feira do Livro de Canela

Vem aí a 22ª Feira do Livro de Canela

Na próxima semana Canela estará em festa com a volta de um de seus eventos mais queridos: a Feira do Livro Josué Guimarães, que acontecerá de 28 a 30 de setembro ocupando a Praça João Corrêa e vários espaços culturais da cidade. A realização é da Fundação Cultural de Canela, promoção e financiamento da Prefeitura Municipal e apoio do Conselho Municipal de Política Cultural de Canela. (Foto: Divulgação)

Nas atrações estarão o rap, o jazz, teatro, cinema, exposição, bordado, oficinas, saraus, debates, gastronomia, lançamentos de livros, sessões de autógrafos e outras atividades para todas as idades, motivando seus frequentadores a não se aterem apenas aos livros para exercitar e desfrutar da literatura. É claro que os livros também estarão presentes, com as clássicas bancas de livreiros oferecendo atrativos descontos e nas sessões de autógrafos com autores.

Um projeto com novidades para o público jovem

Procurando sensibilizar os jovens, cada vez mais distanciados dos livros, e cativá-los para que não deixem de lado este hábito essencial para seu crescimento e educação, formação de caráter, espírito crítico e cidadania, buscou-se numa forma literária diferenciada um jeito eficaz de atraí-los. Seguindo a vanguarda artística dos últimos anos, percebida nas ruas, nas escolas, na periferia, a Feira realizará a primeira Slam de Canela. Trata-se da poesia falada, autoral, em que o jovem conta sobre o seu cotidiano, suas vivências, alegrias e dificuldades, dúvidas e incertezas. A Feira do Livro deste ano pretende valorizar o que o jovem da periferia está fazendo e dizendo, ajudando-o a perceber que este é o papel da arte: traduzir a vida para melhor viver e se relacionar, traçando ele próprio o seu futuro.

As Slams – apresentações de poesia falada, que estão se popularizando Brasil afora, se parecem com o ritmo preferido e mais popular hoje nas escolas, o Rap. Com esta atividade, será possível comprovar a estes jovens que, de fato, eles já fazem e praticam literatura. Não a simples e tradicional leitura dos livros, mas justamente no ato de compor as rimas, ajustando-as à métrica e concatenando suas ideias e experiências, é com a poesia – cantada ou falada – que o jovem está próximo da literatura, mesmo sem saber.

O Homenageado de Honra : Pesquisador Antonio Olmiro dos Reis

O pesquisador Antonio Olmiro dos Reis é autor do livro “Canela por muitas razões” junto com Pedro Oliveira e Marcelo Wasem Veech e “Canela Passado a Limpo” duas obras essenciais para compreendermos a cidade. Baseando-se sempre nas evidências, registros, fotografias antigas e muita pesquisa, Olmiro mantém viva a memória de Canela ao editar estas duas obras.
Ao esclarecer seu surgimento, falar das primeiras famílias, sua constituição, primórdios da economia e a constante evolução, o pesquisador contribui para que busquemos na história as soluções que queremos para o futuro da cidade. Olmiro, que terá sessão de autógrafos de seus dois livros, é colecionador de artigos diversos referentes ao passado afetivo de Canela, como cartazes, postais, livros, revistas, fotografias, ingressos de cinema e shows, entre outros registros raros. Parte desse acervo poderá ser visto na Feira.

Foto: Divulgação

O movimento literário de canela

 

Apesar da Feira do Livro ter sofrido uma interrupção de 2014 até este ano, o movimento literário de Canela sempre foi muito intenso com atividades promovidas pela Fundação Cultural, pelas Escolas e estabelecimentos da cidade como o Clube do Livro de Canela (65 debates), o TerSarau (4 anos), e eventuais Leituras Dramatizadas. Mas a continuidade da Feira é fundamental para a formação do hábito de leitura das crianças e jovens e principalmente para a integração de toda a família com as atividades culturais.

Sabedores de que a Feira do Livro atrai a atenção de estudantes, professores, moradores, empresariado, visitantes e imprensa, incentivando a leitura, a reflexão e ao debate do campo das ideias, é do máximo interesse da comunidade resgatar e promover anualmente o evento que leva o nome de seu escritor mais querido: Josué Guimarães.

Canela e Josué Guimarães

Canela é a cidade que o grande escritor gaúcho Josué Guimarães escolheu para morar com sua esposa Nydia, filhos e netos que por aqui permaneceram. Nydia criou a Fundação Cultural de Canela dando o pontapé inicial para os principais eventos culturais como o Festival de Teatro, o Festival Internacional de Teatro de Bonecos (hoje na 29ª edição), o Sonho de Natal (30 anos) e tantas outras iniciativas essenciais para a cultura da cidade e região.

Foto: Divulgação

Atrações musicais

Após a consagração do célebre músico Bob Dylan também no campo da Literatura, agraciado com o Nobel desta área no final de 2016, cabe destacar ainda mais o papel essencial da letra das canções, oficialmente tratada na atualidade como obra também literária.
Johanna Martins canta músicas infantis, com letras de gente grande.
Rap e Slam
Workshop de Edu Martins
Coral Bocalis
Debate sobre a Era da Curadoria, abordando listas de leitura e playlists criadas pelos algoritmos dos players
Show especial de encerramento de Edu Martins Trio

Foto: Divulgação

Atividades especiais na Feira sobre Josué Guimarães

Exposição 30 anos de Ausência
Oficina de Bordado baseada em conto de Josué
Exibição de documentário “A Jornada de Josué”, sobre vida e obra do escritor
Exibição do filme Vento Norte (1951), roteiro de Josué G.
Apresentação de teatro de bonecos “Enquanto a noite não chega”, da Cia Goliardos

Veja a programação em http://fccanela.com.br/feira-do-livro-josue-guimaraes e
www.facebook.com/pg/feiradolivrocanela