/4 perguntas para Alexandre Gehlen

4 perguntas para Alexandre Gehlen

Alexandre, é Diretor Geral da ICH Administração de Hotéis, ele é formado em Hotelaria pela Castelli – Escola Superior de Hotelaria, em Canela (RS), com MBA em Gestão Empresarial pela Universidade Fundação Dom Cabral, em Belo Horizonte (MG), realizada em parceria com os Instituto INSEAD (França) e Kellog (EUA). Atuou em meios de hospedagem da Áustria e da Alemanha, além da propriedade da família em Gramado (RS), até fundar, em 1999, a rede Intercity Hotels, hoje bandeira da ICH, que também agrega a marca Yoo2.

Yoo2 Rio By Intercity

Entre 2013 e 2017, foi presidente da Visão – Agência de Desenvolvimento da Região das Hortênsias e do Conselho de Administração da Gramadotur – Autarquia de Turismo e Cultura de Gramado (RS). Também presidiu o Conselho de Administração do Fórum dos Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) para o triênio 2018/2021. Em 2019, foi homenageado como Personalidade Top Ser Humano 2019, pela Associação Brasileira de Recursos Humanos seccional Rio Grande do Sul (ABRH-RS). Com este vasto currículo , ele nos respondeu as tradicionais 4 perguntas:

Para onde está indo a hotelaria?

Quem poderia imaginar que no ano de 2020 chegaria um vírus que colocaria em cheque vários segmentos de negócio, inclusive um milenar, os hotéis.

Particularmente acho que a hotelaria caminha cada vez mais para uma diferenciação, reforçando conceitos de serviços, de equipamentos atualizados e principalmente confiança nas marcas!

Acho que teremos respostas diferentes para segmentos diferentes, mas basicamente a hotelaria sobreviverá e sairá mais forte desta pandemia!

Intercity Aeroporto Porto Alegre (Crédito: Claudio Fonseca)

Qual a tendência para este ano?

O ato simples de se deslocar, viajar para cidades de curta, media ou longa distância faz parte do crescimento do ser humano!

Essa experiência, tanto a trabalho, quanto a lazer, faz parte deste cardápio- acredito que teremos uma grande retomada, tão logo as pessoas se sintam seguras e buscar estas experiências! Viajar é viver!!

Como fica a hoteleira corporativa?

Teremos uma obvia substituição de viagens por reuniões virtuais(algumas atividades),mas se pensarmos em um crescimento econômico, um olhar sobre a oportunidade de um país com 30 milhões de viajantes somente, sobre uma base de 200 milhões de pessoas, podemos ter até um crescimento neste sentido!

Intercity Cidade Baixa (Crédito: Cláudio Fonseca)

Aluguel de temporada aliado ou vilão?

Uma tema delicado a nível mundial, mas que veio para ficar! Os desafios são enormes, seja eles operacional, tributário, mas sem dúvidas, que bem trabalhados pode ser um aliado!!