/45º Festival de Cinema de Gramado começa hoje

45º Festival de Cinema de Gramado começa hoje

A sessão de projeção dos filmes produzidos dentro do projeto Educavídeo abre a 45ª edição do Festival de Cinema de Gramado, na noite desta quinta-feira, 17 de agosto. Além do média-metragem “Para Sempre Você”, serão projetados outros dois curtas, todos resultados das oficinas de técnicas de audiovisual, frequentadas por estudantes entre 12 e 17 anos de escolas públicas do município. (Foto: Preparativos para o evento, Rua Coberta. Crédito: Cleiton Thiele-Pressphoto/ Divulgação)

A mostra das produções audiovisuais realizadas por alunos da rede pública municipal de Gramado através do projeto Educavídeo terá uma importante novidade neste 2017: pela primeira vez na história do projeto, que existe há seis anos, estará em cartaz um filme de média-metragem. “Foi um desafio que os próprios estudantes se propuseram. Eles sentiram que estavam preparados para rodar um filme mais longo”, explica o coordenador do projeto, Leonardo Peixoto.

Na noite de gala, os estudantes desfilam pelo tapete vermelho e assistem o resultado de seu trabalho na tela onde, nas noites seguintes, os concorrentes ao Kikito serão também projetados. “É uma experiência única para eles”, assegura a secretária de Educação de Gramado, Gilça dos Santos Silva.

O próximo desafio dos alunos do Educavídeo já tem data para iniciar: em setembro começam as rodagens do documentário sobre a Corrida pela Vida, cuja trajetória de auxílio e projeção do Instituto do Câncer Infantil será retratada pelos estudantes do projeto. “Toda a produção será deles: desde a pesquisa histórica, roteiro, produção e direção”, comemora Leonardo Peixoto.

Projeto recebe equipamentos do Ministério da Cultura

Outra boa notícia para a comunidade gramadense é o acordo de cooperação firmado entre a Prefeitura Municipal e o Ministério da Cultura (MinC), que vai destinar equipamentos no valor de 500 mil reais para uso dos alunos do Educavídeo.

Gramado é a segunda cidade brasileira a receber os equipamentos, que integrarão o Núcleo de Produção Digital do MinC na cidade. O pacote inclui a aquisição de câmeras, lentes, cartões de memória, tripés, cases para proteção e transporte do equipamento, refletores, microfones, gravadores, softwares de edição, computadores e caixas de som. “A técnica das produções será incomparável a partir desse acordo técnico, pois são equipamentos de qualidade muito superior”, celebra Leonardo Peixoto.

Foto: Preparativos para o evento, Centro de Gramado. Crédito: Edson Vara/ Divulgação

Será mais um passo na caminhada firme que o projeto faz rumo à profissionalização. O Educavídeo nasceu em 2011 como laboratório experimental e hoje é um programa assegurado por decreto municipal. No horizonte futuro, está a criação de uma faculdade de cinema, antigo sonho da comunidade de Gramado.

“Ao longo destes anos o projeto se desenvolveu e se aperfeiçoou na proporção do volume e das aspirações de seus alunos: atualmente, não apenas ensina os jovens cineastas, mas também investe em oficinas para qualificar o corpo docente”, completa a secretária de Educação de Gramado, Gilça dos Santos Silva.

Foto: Preparativos para o evento, Rua Coberta. Crédito: Cleiton Thiele-Pressphoto/ Divulgação

Orquestra de violões fará apresentação especial

Com experiência de mais de 400 concertos, a Orquestra de Violões de Gramado fará uma apresentação muito especial nesta quinta-feira, na abertura do Festival de Cinema de Gramado, quando serão projetados os filmes produzidos pelos alunos do Educavídeo. “A orquestra é um projeto de jovens e estar participando do Festival de Cinema pela primeira vez justamente numa noite em que os filmes de jovens cineastas são apresentados é muito especial. Queremos que os jovens da plateia sintam-se motivados com a orquestra no palco e que eles como gramadenses se identifiquem na apresentação”, revela o maestro e diretor artístico da orquestra Joe Cardoso.
Foi Joe quem idealizou a Orquestra de Violões, que hoje conta com 14 músicos, todos jovens gramadenses. O conjunto foi criado em 2011, no mesmo ano do Educavídeo. “Mais uma razão para nos sentirmos muito honrados”, comemora o maestro.

A orquestra sobe ao palco do Palácio às 18h30min e vai interpretar um repertório misto, pensado especialmente para agradar a plateia da noite. “Teremos músicas folclóricas espanholas, francesas e italianas e muita música popular. Vai ser algo bem descontraído”, sintetiza Cardoso.

Foto: Preparativos para o evento, Palácio dos Festivais. Crédito: Edson Vara-Pressphoto/ Divulgação

Sinopses dos filmes produzidos pelo Educavídeo:

“Para sempre você” (26min)
Os encontros e desencontros do casal Fernando e Helena.

“O roubo do livro” (04min)
Um livro da professora some.

“Será que o amor sempre vence?” (04min)
As dificuldades e obstáculos de um jovem casal apaixonado.

Documentário sobre a vida de Matheus Schmidt ganha primeira exibição no Festival de Cinema de Gramado

“Ora, Sr. Presidente, eu não vejo um fato que mais afronte a soberania desta casa e eu espero que neste caso haja providências de Vossa Excelência, para que os homens sérios e honrados desta casa não sejam confundidos aí fora, com aqueles que trocam votos aqui no plenário a troco de favores governamentais”.

Foto: Divulgação

O discurso dirigido ao então presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer, parece atual, mas foi dito há quase duas décadas no Plenário da Câmara por Matheus Schmidt, personagem importante da história política brasileira na luta pela democracia, igualdade social e defesa do patrimônio público que agora tem sua trajetória registrada no documentário “Matheus Schmidt, um caso de amor pelo Brasil”. A primeira exibição do longa que levou sete anos para ficar pronto será dia 19 de agosto às 16h durante o 45º Festival de Cinema de Gramado.

O documentário faz um recorte da história da política brasileira pela vivência deste importante personagem político através de entrevistas, reconstituições, fotos e vídeos de arquivo. Para a realização deste longa foram captadas mais de oito horas de depoimentos, além das imagens e vídeos do arquivo pessoal da família, entre outras fontes.

Foto: Preparativos para o evento, Centro de Gramado. Crédito: Edson Vara/ Divulgação

Dirigido por Márcia Schmidt, filha de Matheus Schmidt, e Rogério Brasil Ferrari, o filme mistura o olhar íntimo e profissional de um político reconhecidamente íntegro cuja trajetória é marcada pelos bons princípios da política.
Este é o trabalho de estreia de Márcia como diretora, que precisou mergulhar na história do pai e do Brasil para fazer o documentário. “A ideia do filme surgiu de uma autobiografia que ele começou a escrever antes de morrer. Eu quis dar continuidade a essa ‘contação’ de história, trocando o livro pelo audiovisual, e logo percebi que ele tinha tudo organizado, guardava tudo, até parecia que esperava que se fizesse um filme sobre a vida dele. Foi uma jornada de redescobrimento de quem foi meu pai e a minha prática de jornalista me ajudou na pesquisa sobre a vida dele e sobre o que ele fez pelo Brasil. Mas a maior constatação foi a coerência de seus atos e de seu pensamento político durante toda a sua vida pública (de 1948 a 2010)”.

Para fazer o documentário, ela teve acesso ao universo de Matheus por meio de documentos, livros, discursos, fotos e vídeos que encontrou em seu acervo pessoal, além de realizar mais de sete anos de pesquisa e entre Rio Grande do Sul e Brasília, em museus, arquivos de televisão, redações de jornais e entrevistas com parentes e políticos.
Ao longo de noventa minutos, 60 anos da história do Brasil são narrados pela vida de Matheus, que morreu em 2010 em Porto Alegre aos 83 anos. Ético e coerente, ele deixou como legado às novas gerações a certeza de que é possível fazer política para o bem comum.

Foto: Preparativos para o evento. Crédito: Edson Vara-Pressphoto/ Divulgação

Quem foi Mateus Schmidt

Matheus José Schmidt Filho nasceu em Santa Cruz do Sul (RS) no dia 28 de outubro de 1926. Entrou na política inspirado pelas ideias de Luís Carlos Prestes, participou do Governo Brizola durante o Movimento da Legalidade, elegeu-se deputado federal pelo antigo PTB em 1964 e foi cassado pelo Ato Institucional número cinco (AI-5), em 30 de dezembro de 1968. Teve mais dois mandatos como deputado federal pelo PDT. Travou uma luta de 60 anos em prol da democracia, da igualdade social e da defesa do patrimônio público. Titular da Comissão de Constituição e Justiça e relator da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou irregularidades na Capemi no mandato de 1983-1987, votou a favor da emenda Dante de Oliveira – que previa eleições diretas para presidente da República – na sessão de 25 de abril do 1984. Durante a vida pública, Matheus Schmidt enfrentou duas prisões, um exílio, resistiu a um duro embate com a ditadura militar, denunciando prisões e desrespeitos aos direitos humanos, foi para a rua defender estudantes e trabalhadores nos confrontos com a polícia.

“Matheus Schmidt, um caso de amor pelo Brasil”, estreia dia 19 de agosto às 16h no Teatro Elisabeth Rosenfeldt durante a programação do 45º Festival de Cinema de Gramado.

Foto: Preparativos para o evento, Rua Coberta. Crédito: Cleiton Thiele-Pressphoto/ Divulgação

 

Ficha Técnica

Empresa Produtora: Schmidt Produções
Roteiro: Márcia Schmidt
Produção Executiva: Márcia Schmidt
Depoimentos: Flávio Tavares; David Lerer; Almino Afonso; Paulo Brossard; Miro Teixeira; Carlos Bastos; Carlos Lupi; Alceu Collares Carlos Araújo; José Fogaça; Mauri Panitz; Emílio Neme; Idalmir Nicolini; Luiz Carlos Brum; Luiz Carvalho Bernardes; Luiz Fernando Schmidt; Walter Ries; Suelly Schmidt; José Nelson Gonzales e Conceição Ubirici da Silva.
Elenco: Pablo Medina
Direção de Fotografia: Eduardo Izquierdo; João Seggiaro; Rogério Brasil Ferrari; Paulo Soccol
Direção: Márcia Schmidt e Rogério Brasil Ferrari
Trilha Musical: Marcelo Fornasier
Montagem: Rogério Brasil Ferrari
Desenho de Som: Rogério Brasil Ferrari e Naum Gallo
Duração: 1h30min