/Arte Viva e como!!

Arte Viva e como!!

O nome da vinícola é Arte Viva, e os vinhos são mais vivos que nunca.

Recentemente eu fui em uma degustação no Abstrato Wine Bar, com o Giovanni Ferrari, enólogo e proprietário da vinícola que abriu diversos rótulos, e foi uma surpresa em cima de surpresa. Sensacional.

É além do carvalho. Integrou a turma do  #maisfurtamenoscarvalho. O carvalho é uma excelente ferramenta para o Enólogo, porém precisa saber dosar. E ele sabe muito bem, usar barricas, detalhe a vinícola tem dado destaque para as madeiras de acácia e jequitibá-rosa, para estagiar seus vinhos diferentões.

Após ter trabalhado para Alma Única, Chandon e Salton, Ferrari resolveu montar a sua Arte Viva, em Monte Belo do Sul, aqui na Serra Gaúcha, e utiliza barricas feitas sob encomenda com madeiras até agora só exploradas por cachaçarias. 

A Vinícola Arte Viva é especializada em vinhos finos e espumantes premium e super premium, com três linhas: a Sinônimos, Elementar, que faz referências aos elementos  virtuosos da vida, a terra, a água e o ar, e a linha Especiais.

O Riesling da linha Sinônimos, passa por barrica de Acácia e explode em boca com tanto harmonia da flor de acácia e o mel e muita fruta cítrica.   Mas o meu coração bateu forte e muito forte foi pelo Marselan que tem como pontos altos a presença de muita fruta e o frescor de um tinto com uma acidez incrível. É pra chamar de meu.

Outro que roubou meu coração foi o Pinot Noir, de coloração rubi intensa café, especiarias doces, mentol e frutas silvestres vermelhas que ultrapassam a taça. Tem barrica no vinho? Sim, tem e inclusive barrica de terceiro uso no decorrer de todo o processo de produção. Suculento!  Este Pinot precisou passar por uma hora em decanter. Como é a minha uva predileta ele vai para meu moleskine de vinhos.

Outro vinho que muito me chama a atenção é o Juju, nome em homenagem a sua filha. Na safra 2020, todo o blend desse rosé elaborado com as variedades Marselan (70%), Chardonnay (10%) e Riesling (20%) permaneceu dois meses em tonéis de jequitibá com capacidade para 700 litros. O jequitibá-rosa, maior árvore nativa do Brasil (chega a 50 metros de altura). 

A vida é curta para provar todos os vinhos bons deste universo! 

#cheers

Crédito foto:  Rafael Bauer