/Márcio Cavalli e Romeo Riegel tomam posse na Academia de Letras dos Municípios do RS

Márcio Cavalli e Romeo Riegel tomam posse na Academia de Letras dos Municípios do RS

O jornalista Márcio Cavalli e o professor Romeo Riegel tomaram posse das cadeiras 280 e 61 para representar Canela e Gramado, respectivamente, na Academia de Letras dos Municípios do Rio Grande do Sul (Almurs). A solenidade ocorreu no dia 26 de novembro, na Câmara Municipal de Porto Alegre, coordenada pelo presidente da Almurs, Ademir Rost. É a primeira vez que os municípios tomam assento na entidade. 

Outros 13 escritores e membros ligados à história de suas comunidades foram empossados. Entre eles, o novo-hamburguense Felipe Kuhn Braun, autor de diversas obras sobre a imigração alemã, e o radialista Odilon Ramos, voz conhecida no meio tradicionalista.  

A cerimônia também foi marcada por momentos como a posse de acadêmicas com necessidades especiais e homenagens a Nina Tubino, fundadora da Almurs em 1986. O objetivo da entidade é incentivar e fomentar a produção literária e a cultura dos municípios.  

A ACADEMIA 

A Academia de Letras dos Municípios do Rio Grande do Sul foi fundada em 29 de setembro de 1986, no Salão da Editora Martins Livreiro, no evento de instalação da Academia de Letras Municipais do Brasil – Seccional do Rio Grande do Sul.  

Em 14 de outubro de 1986, no Salão Mourisco da Biblioteca Pública do Estado, foi realizada a Sessão Solene de Instalação da Academia de Letras Municipais do Brasil – Seccional do Rio Grande do Sul e posse de sua primeira diretoria.  

No dia 13 de abril de 1996, no Salão Glênio Peres da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, realizou-se uma Assembleia Geral Extraordinária, com os Acadêmicos da Academia de Letras Municipais do Brasil – Seccional do Rio Grande do Sul, momento em que foi aprovado o projeto de alteração de denominação da Academia: Academia de Letras dos Municípios do Rio Grande do Sul – ALMURS, sociedade civil, apolítica, cultural, sem fins lucrativos.  

Desde então, a entidade foi presidida por Nina Tubino, Ellen Walquiria Eifler, José Antônio de Oliveira Valle e Ilda Maria Costa Brasil. Hoje, é presidida por Ademir Jair Rost. 

OS ACADÊMICOS 

MÁRCIO CAVALLI – CANELA 

Márcio Cavalli é natural de Canela. Jornalista formado em Letras, Comunicação Social e Direito, atua na comunidade desde os 16 anos. Dentre as entidades das quais participou, integrou a primeira formação do Conselho Municipal de Políticas Culturais como suplente e foi um dos fundadores da Mocovi, que atua em prol da segurança pública.  

Trabalha com comunicação social desde 2004, quando iniciou como cronista. No jornalismo, exerceu todas as funções de uma redação, atuando em várias editorias, incluindo chefia, e também comandou por dois anos, na rádio Gramado FM, o programa Estampa Serrana. É instrutor de danças gaúchas de salão, autor de vários artigos sobre tradição e cultura gaúcha, e também membro da Comissão Gaúcha de Folclore. Desde 2017, exerce a curadoria da Semana Farroupilha de Canela. 

É autor dos livros Os Canelistas – A história de Canela pela vida de seus personagens, Os Canelistas – volume II e Três Décadas de um Sonho de Natal, e possui publicações em algumas edições do Encontro dos Municípios Originários de Santo Antônio da Patrulha. Para o período pós-pandemia, projeta editar a última obra da trilogia Os Canelistas e seu primeiro livro na área jurídica, sobre o patrimônio cultural material de Canela.   

Por sua atuação na cultura gaúcha, na história e na memória local, recebeu moções de aplausos da Câmara Municipal de Canela e foi homenageado pela Secretaria Municipal de Educação, em 2014, por Os Canelistas – um dos maiores registros memorialísticos de uma comunidade no país.  

Recebeu certificado de Amigo do Rotary, do Rotary Club de Canela em 2019. Venceu dois concursos municipais literários (2013 e 2014) e, recentemente, foi um dos selecionados do II Concurso Literário Gramado A Casa do Natal Luz, na categoria Nacional, cuja crônica está exposta na Rua Coberta.     

ROMEO RIEGEL 

Romeu Riegel é nascido em Gramado. Graduado em Medicina Veterinária, por mais de 30 anos foi professor universitário. É doutor em Bioquímica. Além da docência em graduação e pós-graduação, atuou como gerente acadêmico e se aposentou como vice-reitor de pós-graduação.  

Retornou a Gramado em 1996, dedicando-se a iniciativas de natureza estrutural do município. Foi mentor da rearborização da avenida Borges de Medeiros e do Lago Negro, do tombamento da Casa do Major Nicoletti e da estação ferroviária da Várzea Grande; da regulamentação da propaganda ao ar livre e do concurso de composição erudita do “Gramado in Concert”. É Cidadão Emérito de Gramado. 

Foi mentor da Comenda Gramado dos Cem Anos e do Fórum Gramado de Estudos Turísticos. Atualmente, preside o Conselho de Publicidade e Propaganda do município, é integrante do Lions Clube, dos Conselhos do Plano Diretor e do de Patrimônio Histórico.  

É autor de cinco livros, agora em 12 edições, e centenas de artigos de jornal. Foi oprimeiro gramadense honrado com o título de “Patrono da Feira do Livro de Gramado” em 2013. É fundador e atual presidente da Academia Gramadense de Letras e Artes. 

Foto destaque: O acadêmico André Werkhausen Boone, escritor cego de Nova Petrópolis, em acolhida aos novos colegas de Almurs, Romeo Riegel e Márcio Cavalli
Crédito: Leonardo Boufleur