/Portugal na taça

Portugal na taça

Um deleite ao mundo do vinho assim são os wines bares da “vida”.  Eu amo um, sendo sincera. Aquelas maquininhas de servir o vinho (chamada dispenser) me atrai, eu só queria ter uma em casa, só que né, custa um pouquinho para o meu bolso, aliás custa um montão.

Pois, Gramado tem alguns wines bar, mas hoje vou contar as experiências que o Abstrato tem desenvolvido e que está bem interessante para quem gosta de conhecer os mais diversos produtores de vinhos e saber mais sobre esta bebida dos deuses, e sim é dos deuses pois, é a única bebida que tem dois Deuses, o Bacco  (italiano)  considerado o protetor das vinhas e do vinho, ele é ligado a bôemia e a festa. O outro Deus é Dionísio, que nasceu na Grécia e a história é bem interessante, vale a pesquisa,  mas adianto muito erotismo no ar.

Volta e meia eu estou lá no Abstrato pois por lá tem acontecido vários eventos com produtores e quem estuda sobre o tema, sabe que  nada melhor que conhecer a história das vinícolas, seus produtos e seus processos.  O último que participei foi com o enólogo português, António Saramago, e antes que você possa confundir ele não tem parentesco com o escritor, José Saramago, também português. 

O jovem enólogo esteve na cidade e bateu um papo informal com os clientes  sobre seus vinhos, sua jovem vinícola, sua história e seus propósitos.  Ele é filho do António Saramago com mais de 50 anos de carreira, e no alto dos seus 71 anos ele é o enólogo português mais antigo em atividade. Ele foi consultor de várias vinícolas entre elas a mais que renomadas, a José Maria da Fonseca, onde permaneceu por 42 anos sendo responsável por grandes clássicos, como o rótulo Periquita. 

Atualmente seu filho é o rosto a frente da vinícola. Ele terceira geração da família. A proposta é um vinho bem gastronômico com excelente acidez, e como ele diz  “sem  acidez, digo que são vinhos anêmicos. A acidez do vinho representa o sangue em nosso organismo e, quando eles não têm acidez, não irão viver muito”.  A vinícola localizada na Península de  Setúbal, fica 2,3 quilômetros da ponte 25 de Abril (Lisboa) que separam a capital desse cantinho abençoado de Portugal. É na margem sul do Tejo, que foi colocada a estátua do Cristo Rei, inspirada no monumento do Corcovado. 

Ele retornará ao Abstrato para um jantar, e não para por ai, vá acompanhando as atividades proposta pelo Wine Bar, pois você vai encontrar verdadeiros tesouros que são estes momentos divertidos de aprender sobre vinhos, e aliás tem vinho também, ah e como tem.

#cheers 

Foto  de Dionathan Santos