/Sebrae RS lança programa de transformação digital para pequenos negócios

Sebrae RS lança programa de transformação digital para pequenos negócios

Com inscrições abertas até esta sexta-feira 08/04 , iniciativa oferece jornada digital com complemento de um bônus tecnológico entre R$ 5 mil e R$ 30 mil para estímulo à inovação de pequenas empresas

Alinhado à realidade da nova economia e às demandas do mercado de micro e pequenas empresas, o Sebrae RS está lançando, por meio de uma chamada pública, a primeira edição do Alavanca Digital – Programa para Transformação Digital dos Pequenos Negócios. A iniciativa possui aporte de R$ 2 milhões que serão destinados a empresas que poderão usufruir de um bônus entre R$ 5 mil e R$ 30 mil conforme particularidades de cada projeto, além de uma jornada de acompanhamento criada exclusivamente para o programa. A empresa a ser beneficiada deverá aportar somente 10% do valor solicitado.

Em sua primeira edição, o programa será realizado ao longo de 2022 em dois ciclos. O primeiro deles está com inscrições abertas para a submissão de propostas até 08/04, pelo https://bit.ly/alavancadigital2022. As atividades estão previstas para iniciarem em julho. Para o segundo ciclo, a submissão das propostas está prevista para o segundo semestre. Interessados podem obter informações pelo alavancadigital@sebraers.com.br.

O programa Alavanca Digital contempla duas categorias para submissão das propostas: Digital 1, para empresas; e o Digital 2, voltado para Instituição Científica Tecnológica (ICT). O produto, processo e/ou serviço objeto das propostas e que serão transformados digitalmente devem estar conectado pelo menos a um dos quatro eixos de transformação: Gestão Financeira, Marketing & Vendas, Pessoas, e Cadeia de Suprimentos. O cronograma de ações do programa prevê uma jornada dividida em quatro grandes etapas: Autodiagnóstico Digital, Sensibilização, Implementação e Medição de Impacto, a serem desenvolvidas ao longo de no máximo doze meses em encontros presenciais e virtuais. A etapa de Implementação deve ser executada por uma Instituição Científica Tecnológica (ICT) ou por uma Empresa Prestadora de Serviço Especializado (EPSE).

O programa é um instrumento do Novo Marco Legal da Inovação (2016) e baseia-se em um modelo inovador de subvenção para Micro e Pequenas Empresas. O Sebrae RS é a primeira unidade da organização no País a oferecer bônus tecnológico por meio do Laboratório de Experimentação do Sebrae, o XLab. Segundo a especialista em inovação do Sebrae RS, Dafne Quintas Waszak Agarrallua, a iniciativa é fruto de pesquisa elaborada pelo Sebrae RS junto às pequenas empresas que sinalizaram a digitalização como principal necessidade para evolução de seu negócio. “Como o próprio nome diz, o programa se propõe a funcionar como um instrumento de fomento à inovação trazendo soluções que são alinhadas à realidade de cada projeto”, explica.

MPEs gaúchas buscam transformação digital

O programa é lançado em um momento onde as MPEs gaúchas estão em busca de uma transição dos negócios para o modelo digital. Dados levantados pelo Sebrae RS na 20ª edição Pesquisa de Monitoramento dos Pequenos Negócios, divulgada neste mês,  apontam que mais da metade (56%) das Micro e Pequenas Empresas (MPEs) do Estado aceleraram este processo e investiram em tecnologia e soluções digitais para fazer frente aos desafios impostos pela Covid-19, especialmente a mudança de comportamento dos consumidores.

As áreas mais impactadas pela digitalização dos negócios foram: atendimento ao cliente e vendas (67%), marketing e divulgação (62%), gestão (29%) e relacionamento com fornecedores (24%). A pesquisa também indicou que uma em cada três empresas (31%) são nativas digitais, ou seja, têm o seu negócio baseado em novas tecnologias e recursos digitais, tanto no que diz respeito à sua estratégia quanto à operação.