/Vinhos da Campanha Gaúcha em ascensão

Vinhos da Campanha Gaúcha em ascensão

Vinhos da Campanha Gaúcha, não é de hoje que se escuta falar sobre esta região que faz divisa com a Argentina e com o Uruguai. A cada ano a região ganha destaque, e recentemente, recebeu a aprovação da Indicação de Procedência (IP),e os vinhos produzidos ali ,ganham destaques pelo Brasil, sendo a segunda região produtora mais importante no pais.

Situada entre os paralelos 29º e 32º Sul, a Campanha Gaúcha encontra-se na mesma faixa de latitude de outras célebres regiões vitivinícolas do mundo, incluindo Argentina, África do Sul, Nova Zelândia e Austrália. De acordo com o pesquisador da Embrapa Uva e Vinho, Jorge Tonietto, trata-se de uma zona ensolarada, com as temperaturas mais elevadas e o menor volume de chuvas entre as regiões produtoras do Sul do Brasil. Ao mesmo tempo, as parreiras – predominantemente plantadas em sistema de espaldeira – foram estabelecidas em grandes extensões de planície com encostas de baixa declividade, o que favorece a mecanização das colheitas, reduz os custos e potencializa a escala produtiva.

Outra característica importante é a boa drenagem dos solos, que somada aos outros fatores, propicia a ótima qualidade das uvas. Ainda ela ressalta que ,15 das 18 vinícolas da região ,são de pequeno porte, com média de 8 funcionários fixos – quantidade que triplica durante a fase das colheitas. Ainda assim, a região tem grande peso na produção nacional de vinhos: segundo a Embrapa, a Campanha Gaúcha é responsável por 31% dos vinhos finos produzidos no país, com 1.560 hectares de área plantadas com vinhedos de vitis vinífera e mais 5,6 milhões de litros de vinhos vinificados em 2020.

Experimentei o Pinot Grigio da Dunamis Vinhos, que já vem com o selo da (IP). A Pinot Grigio ou Pinot Gris, é uma casta francesa, e apesar dela ter cor escura , é usada para fazer refrescantes vinhos brancos, que apresentam excelentes características, com uma acidez vibrante, leveza e delicadeza, como por exemplo: os aromas de pêssegos, limão, tangerina, pera e maça verde, pode-se sentir flores silvestre, mel tomilho, orégano e até mesmo erva cidreira. Já no paladar é leve com um final persistente e refrescante que remete ao seu aroma característico. Um vinho muito interessante para harmonizar com frutos do mar, queijos de média maturação ,aves e risoto.

Deguste e desvende os mistérios dos vinhos!